fbpx

Crença

Qual é a importância da crença?

A crença, ou fé, é uma função genuína da mente. É uma atitude.

A fé é importante e útil nas circunstâncias certas. Ela impregna a mente com energia positiva e novas ações positivas se tornam possíveis.

Para que isso aconteça, nossas ações devem ser coerentes com nossos pensamentos e emoções positivas na vida cotidiana. Assim, a lei de causa-e-efeito opera a nosso favor. A favor da libertação do sofrimento ou de qualquer melhoria que esperamos ver concretizada em nossas vidas.

O que não é útil é confiar na crença enquanto a falsa personalidade está comandando o espetáculo. Se nossas ações se originam em medo, temos um problema que deve ser resolvido antes que algo “melhor” possa vir. Se não vemos ou entendemos a causa raiz do medo, então nossa crença em uma vida melhor e na libertação é mal orientada. Além disso, vamos pensar que o problema está onde não está, ou seja, lá fora no mundo, em outras pessoas, em magia negra, aliens, ou em um deus castigador, ou alguma “força escura” externa.

O fato é que a casa está suja e acredita-se que o Mestre virá e será feliz e dará presentes. Não é assim que funciona. Causa-e-efeito é uma lei. Torne-se consciente das causas e então elas podem ser mudadas. A crença por si só é incapaz de realizar isso; não é a ferramenta correta. Outras ferramentas e atitudes são necessárias. Vontade é necessário. É necessário pragmatismo. Crença é ar. Vontade, ação correta, é fogo.

Há sete traços principais da falsa personalidade. Devemos conhecer o nosso. É assim que o medo se manifesta e é isso que é responsável por pensamentos, emoções e ações contra si mesmo. Esses pensamentos, emoções e ações, por sua vez, contribuem para a abertura e o fechamento de portas na vida.

O trabalho deve ser realizado. Acreditar que uma vida livre de sofrimento desnecessário ou medo virá em alguma outra forma não ajuda. Você pode desperdiçar sua vida em crença dessa maneira. 

A falsa personalidade pode ser vista e neutralizada. Acreditar em uma vida melhor sem esse trabalho revela ingenuidade, na melhor das hipóteses. Na pior das hipóteses, as pessoas se tornam cada vez mais auto-centradas, amargas e cruéis. Sem um olhar metódico consciente de como o medo e a ignorância perpetuam o sofrimento, a fé se torna uma armadilha da falsa personalidade onde o aspirante espera o melhor, mas o melhor nunca vem; e se vem o medo de perdê-lo o danifica ou o destrói.

Se nossos pés estão no chão, e nossos olhos abertos, a fé é uma coisa bela. A vida é de fato cheia de um potencial maravilhoso.

bird-red