Definicões

Ofereço aqui minhas definições de alguns termos que uso ao discutir espiritualidade, metafísica e psicologia.

Consciência Pura

Tudo e nada. O potencial de tudo, assim como a manifestação de tudo. A Pura Consciência não tem sujeito ou objeto, portanto não podemos dizer: “Eu estou consciente de…” a partir desta perspectiva.

Despertar / Revelação

Reconhecimento da nossa Verdadeira Natureza e um reconhecimento simultâneo da Verdadeira Natureza do mundo. Isto é: Tudo é Consciência. Suficientemente profundo para mudar o caráter do trabalho espiritual. (Referido como iluminação em certas tradições).

Realização Espiritual

Aceitação Total e paz com o que quer que esteja presente neste momento. Ausência de sofrimento psicológico. Ausência de busca. Nada mais está errado.

Sensação de Separação

O apego à, ou envolvimento com, a entidade que leva nosso nome, e o sentimento pessoal de estar separada do resto do universo, e o sentimento de vulnerabilidade que isso gera. A sensação de separação é a raiz do sofrimento psicológico.

Sofrimento Psicológico / Sofrimento Desnecessário

Sofrimento que é criado exclusivamente com base em idéias erradas e identificação errada. Sofrimento criado através do ego. Se as idéias erradas são reconhecidas e neutralizadas, e a identificação é corrigida, o sofrimento psicológico se torna ausente.

Ego / Falsa Personalidade

A parte de nossa personalidade que se preocupa com a sobrevivência junto com suas contrapartidas emocionais e mentais. O ego naturalmente tem um mecanismo de cautela ou medo embutido nele. Normalmente, o ego não recebe educação adequada no início da vida e assim o medo se torna exagerado pela sensação de separação, e o sofrimento psicológico se torna habitual.

Acumulação

O processo pelo qual um aspirante passa no período preparatório do trabalho espiritual, no qual a personalidade é re-educada, observada e controlada. Neste período, o aspirante não sabe o que está buscando. Ou tem uma vaga intuição sobre isso, mas que é coberta por uma série de conceitos e crenças temporários.

Eliminação

O processo pelo qual o aspirante passa no período final do trabalho espiritual no qual é despojado de conceitos, crenças e funções desnecessárias. Este período começa com o Despertar. Neste período o aspirante tem um claro conhecimento intuitivo, baseado na experiência direta, do que está buscando.

Auto-Indagação / Lembrança de Si Mesmo

O esforço ou ação de investigar a Verdadeira Natureza do “eu”, ou questionar a veracidade do “eu”. Antes do Despertar esta ação pode levar ao Despertar. Após o Despertar, esta ação tem a função de restabelecer a Verdade vislumbrada e de contribuir para eliminar ainda mais o que é desnecessário da personalidade do aspirante.

Eu Sou

O espaço e a sensação de existir antes de ter um nome, uma personalidade ou um corpo. É a semente da manifestação ou da experiência. É o Estado Natural manifestado em forma sensciente. Agora.

Epírito

Consciência Pura. Como o não-manifestado é Potencial Puro e Nada. Como o manifestado é o universo percebido incluindo nossos corpos, personalidades e o senso de “Eu Sou”, incluindo o ego e a sensação de separação.

O Espírito, ou nossa Natureza Essencial, é reconhecido quando a sensação de separação é removida. O Espírito, ou nossa Natureza Essencial, não é algo especial, ele é natural e normal. Agora.