fbpx

Ego/Falsa Personalidade

Para fins práticos, defino o ego como aquela parte de nossa personalidade que se preocupa com a sobrevivência junto com suas contrapartidas emocionais e mentais. 

O ego naturalmente tem um mecanismo legítimo de precaução incorporado a fim de funcionar adequadamente na vida e preservar sua integridade entre outros indivíduos que estão tentando fazer o mesmo para sobreviver. Portanto, um animal inteligente, por assim dizer.

Normalmente, o ego não recebe educação adequada no início da vida e assim o medo se torna exagerado e o sofrimento psicológico se torna habitual.

A sensação de separação do ego se manifesta através de sete padrões discerníveis na população. Para o aspirante, é útil saber qual dos sete padrões é seu meio favorito de criar sofrimento. Este padrão, ou combinação de padrões, forma o principal obstáculo para viver uma vida em paz, sem medo e livre de falsas expectativas.

Encontre seu padrão (ou Traço Principal) na lista abaixo. Há normalmente um padrão secundário que está bem próximo do principal, ao qual tendemos a “deslizar” quando o principal é desafiado. Estes padrões operam em diferentes graus de intensidade. Para algumas pessoas eles são suaves, para outras são intensos. E são ou não acionados, dependendo do estímulo que a vida proporciona, ou por hábitos mentais automáticos, ou imaginação, se preferir.

Os termos abaixo são emprestados do The Michael Teachings’ Overleaves System. Ele também pode ser encontrado parcialmente em alguns ensinamentos da Quarto Caminho. A grosso modo, o ego corresponde à “Falsa Personalidade” nesses sistemas.

Teimosia

Medo: medo de mudança. Instabilidade.
Funcionamento errado: teimosia, rigidez, resistência ao novo, inabilidade de mudar de opinião.
Sofrimento: inquietação devido à imaginação e medo de mudanças ou encontros com pessoas e situações de vida imprevisíveis.

Impaciência

Medo: medo de não poder fazer tudo o que queremos fazer dentro do tempo que temos; medo de perder oportunidades.
Funcionamento errado: tentativas de incluir mais atividade do que é possível ou sábio dentro do tempo disponível. Pressa. Intolerância.
Sofrimento: irritação e agressividade devido ao fato de abarrotarmos tudo o que queremos abarrotar no tempo previsto. Pressa. Ansiedade.

Martírio

Medo: medo de ser vitimizado ou oprimido.
Funcionamento errado: colocar-se em situações onde a derrota, opressão e a vitimização são prováveis de ocorrer. Queixa. Alguém ou o mundo está contra mim.
Sofrimento: ser oprimido, derrotado ou vitimizado.

Arrogância

Medo: o medo de ser julgado e condenado.
Funcionamento errado: procura e encontra situações onde o julgamento é provável. A timidez. Extrema tentativa de não cometer erros. Esconder-se.
Sofrimento: ser julgado duramente ou não ser gostado ou ser mal-entendido.

Autodepreciação

Medo: o medo de ser inadequado. Medo do conflito.
Funcionamento errado: dizer sim quando se deve dizer não. Falta de auto-valorização. Baixa auto estima. Cala-se quanto deveria falar. Acua-se quando deveria lutar. Inatividade.
Sofrimento: não ser capaz de agradar.

Ganância

Medo: medo de escassez, medo de perder.
Funcionamento errado: acúmulo de bens e/ou experiências além da utilidade. Gula.
Sofrimento: sentir que nunca se tem o suficiente. Insaciedade.

Auto-Destruição

Medo: o medo de perder controle ou não obter controle.
Funcionamento errado: procura situações de perigo, desafios ou grandes dificuldades. Desprezo pela vida.
Sofrimento: perda de controle relativo e a amarga verdade de que o controle absoluto nunca pode ser alcançado. Vícios de todos or tipos.

mouse-red