A Estória

Passei a maior parte da minha vida adolescente e adulta inquieto e imerso em sofrimento psicológico. Isso me levou a buscar conhecimento e ajuda para enfrentar esse sofrimento e, com esperança, eliminá-lo.

Ainda jovem, entrei em uma escola do Quarto Caminho na tradição de  Gudjieff/Ouspenky/Rodney Colin com o objetivo de realizar tal proeza, onde passei dezoito anos como estudante. Durante minha estada lá, minha personalidade foi re-educada e desenvolvi a capacidade prática de fazer esforços e controlá-la. Lá também adotei a crença de que o que eu buscava espiritualmente deveria ser encontrado como resultado da “criação de uma alma imortal”.

No final de meu tempo em tal escola fui apresentado aos ensinamentos da Não-dualidade por um amigo. Deixei então aquela escola e viajei e visitei vários professores, entre eles John Wheeler, que me alertou à sempre presença do que Eu Sou. E sua mensagem foi ouvida clara e inequivocamente. Um profundo Vislumbre da Verdade de Nosso Ser ou, o Estado Natural.

Por um período eu pensei que havia chegado ao fim do sofrimento!

Ai de mim! Não havia. Havia mais trabalho a ser feito. Mas era um trabalho de outro tipo. Tornou-se o caminho da negação. Neti-neti. Eliminação.

A noção espiritual de um “eu desperto” que ganharia algo como uma alma ou imortalidade, que tinha sido o foco da minha educação espiritual anterior, estava agora, felizmente, fora do caminho. Agora era hora de jogar toda aquela bagagem de “eu espiritual” ao mar até que nada restasse.

O indicador da Não-Dualidade funcionou com sucesso. Agora, outras ferramentas eram necessárias. A repetição do mantra “Eu sou Aquilo” simplesmente não funcionava mais. Eu tive que recuar, olhar cuidadosamente as partes da psique, encontrar e cortar a causa do sofrimento pela raiz.

Levou mais quinze anos para que o processo culminasse na realização da Aceitação Total e Paz que foram buscadas; através da remoção da identificação falsa. 

Disponibilizo alguns de meus escritos e diálogos neste site, tentando talvez desmistificar, até certo ponto, um assunto que está repleto de mal-entendidos. Deve ser assim, pois a busca e o caminho estão enraizados em um mal-entendido. 

Descrevo o que vi no caminho e o que vejo no final do mesmo. Também ofereço algumas ferramentas e indicações sobre como percorrer o último trecho do caminho espiritual para aqueles que possam se interessar.

Se você quiser saber mais sobre as coisas que faço na vida, veja meu site: felipeoliveira.com

Paz à você, sempre e em todo lugar.

~ Felipe

Para ser convidado à sessões de perguntas e respostas por Zoom, envie suas informações abaixo.